quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Cisco IP SLA

Conhecida antes da versão 12.4T como RTR (Response Time Report) e SAA (Service Assurance Agent), a ferramenta de monitoração Cisco IP SLA (Service Level Agent) é utilizada para fazer monitoração ativa de tempo de resposta via ICMP (ou utilizando outras aplicações como HTTP e DNS), jitter (inclusive jitter unidirecional), perda de pacotes, etc. diretamente em um roteador Cisco, ou seja, sem depender de um outro software ou servidor para fazer a colheta destas informações. Apesar das informações estarem disponíveis no roteador, é também interessante utilizar alguma ferramenta para gerar um gráfico, como o MRTG ou Cacti, para deixar o seu chefe ainda mais feliz! :-)

Configurando o IP SLA

Vamos ver um exemplo de configuração para medir o tempo de resposta entre dois pontos utilizando a ferramenta para medir jitter do IP SLA. Entenda dois pontos como um circuit ponto-a-ponto ou dois pontos quaisquer na Internet. Veja a configuração:

! criamos a monitoração 100 para o endereço IP 10.10.10.1
!
ip sla 100
icmp-jitter 10.10.10.1 source-ip 192.168.1.1 num-packets 20
frequency 300
!
! então é necessário ativar a monitoração recém criada
!
ip sla schedule 100 start-time now life forever

Depois de criarmos a monitoração e ativá-la, podemos verificar se está funcionando e como está o nosso tempo de resposta e perda de pacotes com o comando show ip sla statistics 100.

Router#sh ip sla statistics 100

Round Trip Time (RTT) for Index 100
Type of operation: icmpJitter
Latest RTT: 230 milliseconds
Latest operation start time: 13:04:36.499 BRST Wed Nov 26 2008
Latest operation return code: OK
RTT Values:
Number Of RTT: 13 RTT Min/Avg/Max: 325/354/413
Latency one-way time:
Number of Latency one-way Samples: 0
Source to Destination Latency one way Min/Avg/Max: 0/0/0
Destination to Source Latency one way Min/Avg/Max: 0/0/0
Jitter Time:
Number of SD Jitter Samples: 9
Number of DS Jitter Samples: 9
Source to Destination Jitter Min/Avg/Max: 1/5/17
Destination to Source Jitter Min/Avg/Max: 0/25/71
Packet Late Arrival: 0
Out Of Sequence: 0
Source to Destination: 0 Destination to Source 0
In both Directions: 0
Packet Skipped: 0 Packet Unprocessed: 7
Packet Loss: 0
Loss Period Length Min/Max: 0/0
Number of successes: 1
Number of failures: 0
Operation time to live: Forever

As informações que queremos observar estão destacadas em azul.

Gerando os Gráficos

Para continuar este exemplo, vamos gerar um gráfico das informações de RTT (round-trip time) máximo e mínimo. Para isso, vamos utilizar o MRTG e os OIDs:
  • rttMonLatestIcmpJitterRTTMin.XXX ou 1.3.6.1.4.1.9.9.42.1.5.4.1.4.XXX para medir o RTT mínimo da instância XXX (no nosso caso a instância 100).
  • rttMonLatestIcmpJitterRTTMax.XXX ou 1.3.6.1.4.1.9.9.42.1.5.4.1.5.XXX para medir o RTT máximo da instância XXX.
A configuração do MRTG utilizada foi:

# IP SLA 100
Target[rtt_mon_100]:1.3.6.1.4.1.9.9.42.1.5.4.1.4.100&1.3.6.1.4.1.9.9.42.1.5.4.1.5.100:community@192.168.1.1:
MaxBytes[rtt_mon_100]: 350
AbsMax[rtt_mon_100]: 2000
YLegend[rtt_mon_100]: Round Trip Time
ShortLegend[rtt_mon_100]: ms
LegendI[rtt_mon_100]: min rtt (ms):
LegendO[rtt_mon_100]: max rtt (ms):
Legend1[rtt_mon_100]: min rtt (ms)
Legend2[rtt_mon_100]: max rtt (ms)
Title[rtt_mon_100]: Tempo de Resposta - IP SLA 100


Para a monitoração que configuramos anteriormente, podemos obter um gráfico que nos mostrará o tempo de resposta mínimo (em verde) e o máximo (em azul). Deste gráfico podemos ter uma idéia de como está o jitter para um determinado circuito ou caminho.
Com esta simples monitoração é possível observar a variação do tempo de resposta com o passar do tempo (veja figura 1 no período entre 18:00 e 22:00 horas) ou ainda verificar que um determinado caminho está congestionado - com alterações no tempo de resposta, principalmente durante certos períodos (veja figura 2).

Figura 1

Figura 2

Para mais informações:

4 comentários:

Cledir Justo disse...

Muito bom !!! :D

Ronaldo Echevenguá disse...

Kra muito bom, estou focado nessa aplicação mas para a questão de redundância, o reliable static routing backup using object tracking, necessita RTR ou SAA ou o SLA, na verdade nunca consegui utilizá-lo se o IOS não possuir algumas das features acima, muitos dizem que da sim, mas não tive sucesso, posso estar fugindo do tópico original, mas se possível gostaria de ter uma idéia.

Abraço, e parabéns pelo blog que é fantástico.

KauT disse...

Muito bom, uso a feature faz algum tempo.

Tenho procurado se existe alguma maneira de monitorar via SNMP o Up/Down do Track. Você tem alguma informação sobre? Sabe qual OID mostra o up/down?

Parabens pelo blog! Abs

Filippetti disse...

Como sempre, fantástico!!! Muito bom Gustavo!!

Abs!

Marco.